____________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
Dolmen de Pedralta
Acrílico s/ tela - 31x41cm - 2004
Clique para ver ampliação
Dolmen de Pedralta
Acrílico s/ tela - 31x41cm - 2004
Clique para ver ampliação
Dolmen de Antelas
Acrílico s/ tela - 31x41cm - 2005
Clique para ver ampliação
Corte Habitado do Leão que Ri
Acrílico s/ tela - 61x46cm - 2005
____________________________________________________________________________________________________________

Clique para ver ampliação
Reunião do conselho de administração
Acrílico s/ tela - 31x41cm - 2003

Clique para ver ampliação
Uma Grande Empresa Sorridente
Acrílico s/ tela - 41x51cm - 2005
Clique para ver ampliação
Aboriginal Ships
Acrílico s/ tela - 41x51cm - 2005

Clique para ver ampliação
As Cabeças Monumentais
Acrílico sobre tela - 41x51cm - 2005
____________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
Comboio da Noite
Acrílico s/ tela - 61x38cm - 1999/2005

Clique para ver ampliação
Comboio em tempo de seca
Acrílico s/ tela - 61x38cm - 1999/2005

Clique para ver ampliação
O terrível fim da nossa casa
Acrílico s/tela - 61x41cm - 1977

Clique para ver ampliação
O discurso da nacionalização
Acrílico s/tela - 61x41cm - 1977
____________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
3 meninas loiras brincando com uma bola
Acrílico s/ contraplacado - 45x34cm - 1998
Clique para ver ampliação
Os Voortrekkers
Óleo s/platex - 49x20cm - 1963/04
Clique para ver ampliação
Oito Casais
Óleo s/ tapopan - 51x51cm - 1970
Clique para ver ampliação
Fuzilamento de três bandidos
Óleo s/ platex - 59x25cm - 2003
____________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
Galera Vermelha
Óleo s/ tabopan - 122x119cm - 1957/1997

Clique para ver ampliação
Gladiador
Óleo s/ platex - 122x122cm - 1960-1965
Clique para ver ampliação
Grande Galera Clara
Óleo s/ platex - 122x110cm - 1956-1998
Clique para ver ampliação
Os Homens
Óleo s/ tabopan - 52x52cm - 1964
____________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
As Mulheres
Óleo s/ tabopan - 52x52cm - 1964
Clique para ver ampliação
Green Nightship
Óleo s/ tabopan - 91x122cm - 1958/2005
Clique para ver ampliação
Passarada
Óleo s/ tabopan - 121x79cm - 1956/1997
Clique para ver ampliação
Barco Verde
Óleo s/ platex - 65x45cm - 1962
_________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
Três obras primas do Stiloguedes
Tinta-da-china s/papel - 48x38cm - 1981
Clique para ver ampliação
5x7 Laranja Preto
Óleo s/papel - 75x51cm - 1967
Clique para ver ampliação
5x7 Vermelho Verde
Óleo s/papel - 75x51cm - 1967
Clique para ver ampliação
15 Madames Dia de Sol
Óleo s/papel - 75x51cm - 1968
_________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
15 Senhoras Coloniais
Óleo s/papel - 75x51cm - 1978
Clique para ver ampliação
Corte do Leão que ri
Tinta-da-china s/papel - 48x38cm - 1981
Clique para ver ampliação
Corte do núcleo de arte com 9 aparições
Tinta-da-china s/papel - 48x38cm - 1981
Clique para ver ampliação
Família Vegetal
Óleo s/papel - 75x51cm - 1974
_________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
O fim da Viagem
Tinta-da-china s/papel - 32x28cm - 1982
Clique para ver ampliação
Samora Machel
Tinta-da-china s/papel - 48x34cm - 1981
   
_________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
Summertime
Acrílico s/ tela - 41x51cm - 2005
Clique para ver ampliação
Os aviões
Óleo s/ tela - 61x61cm - 1972/1996
Clique para ver ampliação
A Pedrada
Óleo s/ platex - 72x122cm - 1948
Clique para ver ampliação
Pedro’s smiling lion
Óleo sobre tela - 37x41cm - 1999
_________________________________________________________________________________________________________

Os 4 Amigos
Óleo s/platex - 41x51cm - 1963/04


Pequeno Barco Vermelho
Óleo s/ tabopan - 60x59cm - 1955/1984

Clique para ver ampliação
Cinco mais Cinco
Madeira de Eucalipto - 35x30x78cm - 1964
Clique para ver ampliação
Barco Gordo
Madeira de Eucalipto - 35x25x59cm - 1963
_________________________________________________________________________________________________________
Clique para ver ampliação
O barco Egípcio
Madeira de Mafurra - 30x25x71cm - 1971

O Castelo Corsário
Madeira de Mafurra - 70x50x60cm - 1967
Clique para ver ampliação
Glândula
Madeira de Mafurra - 30x20x54cm - 1970
Clique para ver ampliação
Barca para uma Rainha morta
Madeira de Mafurra - 40x30x85cm - 1972
_________________________________________________________________________________________________________
Clique para visualizar informação da exposição
Amâncio d'Alpoim Miranda Guedes é arquitecto, escultor, pintor e Professor. É normalmente conhecido como Pancho Guedes. Nasceu em Portugal em 1925 mas estudou em diversos locais: S. Tomé e Príncipe, Guiné, Lisboa, Lourenço Marques, Joanesburgo, Porto. Foi professor e director do departamento de arquitectura na Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo.
O seu período mais criativo passou-o em Moçambique, nas décadas de 50 e 60, onde fez mais de 500 projectos para edifícios, muitos deles tendo sido construídos em Moçambique e alguns em Angola, África do Sul e Portugal. Por estas e outras razões ele é bastante conhecido um pouco por todo o mundo, sobretudo em meios ligados à arquitectura. Os seus edifícios e projectos exuberantes, ecléticos, complexos e pensativos, estando muito longe dos edifícios americanos do pós-guerra, foram suficientemente reconhecidos pela sua qualidade e originalidade. A sua imaginação visual absorve muitas influências, desde a arte de Africa ao surrealismo, e sintetiza-as num estilo que é reconhecivelmente seu, embora os resultados possam parecer diferentes à primeira vista. Ele foi um pós-moderno 20 anos antes do termo ser inventado e continua bastante activo, trabalhando em Portugal, inventando novos edifícios, esculturas e pinturas, numa altura em que completa 80 anos de vida.
A. d'Alpoim Guedes, como assina os quadros, é o “filho” de Pancho Guedes, o executante, o “responsável por toda a obra, excepto o betão armado”. É também o historiador e o arquivista: é ele quem guarda os desenhos, as pinturas, as esculturas, as fotografias sobreviventes, que se tornam cada vez mais a cada dia que passa.
A actividade como pintor surgiu quando estava a acabar o curso de arquitectura em Joanesburgo e participava em exposições com os artistas mais progressistas da época. Ganhava então um certo “status” como pintor: era conhecido, os seus professores iam ver as exposições e os seus quadros vendiam-se.
Em 1961 esteve presente na Bienal de S. Paulo, Brasil, estando também presente na Bienal de Veneza no ano de 1975. Em 1962 as suas obras foram publicadas na revista francesa “L’Architecture d’Aujordui” com o título “Architectures Fantastiques”. Nesse mesmo ano participa no 1º Congresso de Arte Africana em Salibury, Rodésia, com a comunicação “The Auto-Biofarcical hour” onde apresenta pinturas, esculturas e outras obras que despertam um enorme interesse. Em 1987 teve uma exposição de desenhos e pinturas na Galeria Cómicos, em Lisboa, Portugal.
É comendador da Ordem de Santiago e Espada e recebeu a Medalha de Ouro para a Arquitectura do Instituto dos Arquitectos Sul-africanos, havendo sido doutorado honoris causa pelas universidades de Pretória e Wits, na África do sul.

Exposições (seleccionadas):

1946 – Participa com uma obra na exposição anual da South Afriacan Academy, Joanesburgo, Africa do Sul.
1949 – Constantia Galery, com os artistas Douglas Portway e Rosalind Hertslet, Joanesburgo, Africa do Sul.
1950 – Exposição com o artista João Ayres, Lourenço Marques, actual Maputo, Moçambique.
1950 /1974 – Participação em diversas exposições colectivas em Moçambique.
1962 – Participação na Bienal de S. Paulo, Brasil com 3 obras de arquitectura – (Leão que ri, casa avião e arranha-chãos da COOP).
1976-1980 - Participa duas vezes na exposição “Idea as a Model” organizada pelo Instituto de Arquitectura e Urbanismo, Nova Yorque, Estados Unidos.
1981 – Retrospectiva sobre a obras de Arquitectura, Pintura e Escultura na Arquiteture Association, Londres, Reino Unido.
1975 – Bienal de Veneza – Molino Stuky Project – Esculturas, Desenhos e Pinturas, Veneza, Itália.
1988 – Exposição Individual Galeria Cómicos, Lisboa, Portugal.
1975/89 – Participa em várias exposições colectivas na África do Sul.
1999 – Exposição individual, organizada por ocasião do Doutoramento honoris causa – Doctor of Science – Univ. Pretória, República da Africa do Sul.
2003 – Pequena exposição individual, organizada por ocasião do Doutoramento Honoris Causa – Doctor of Arquiteture – Univ. Wits, República da Africa do Sul.

Biografia

A. d'Alpoim Guedes | Viva Pancho
Antológica | 1945 - 2005 | Pintura, Desenho e Escultura | 93 obras em exposição


Perve Galeria
Rua das Escolas Gerais, 19 - 1100_218 Lisboa | Alfama * Junto à Igreja de St. Estêvão
T_21 882 26 07/8 | F_21 886 24 60 | galeria@perve.org.pt

Comissário | Cabral Nunes
+ info
+ info