Perve Galeria

Perve Galeria | Notícias

Upcoming: Solo exhibition by Manuela Jardim | 24.5 > 9.7.2016

“Manuela Jardim… Na feliz miscigenação das coisas”
CASA DA LIBERDADE - MÁRIO CESARINY | Localização: mapa | HORÁRIO: 2ª feira a Sábado, das 14h às 20h
 

PT | A Casa da Liberdade - Mário Cesariny  inaugura a 24 de Maio a Exposição individual de Manuela Jardim “Na feliz miscigenação das coisas”.   A mostra apresenta um conjunto alargado de obras da autora, com peças de pintura, escultura e instalação inspiradas na diversidade da plasticidade exuberante da panaria histórica cabo-verdiana e guineense, tema que foi ao longo de vários anos alvo de um intenso processo de investigação por parte da autora.    Nascida na Guiné, licenciada em escultura pela Universidade de Belas Artes de Lisboa, em 1975, Manuela Jardim frequentou depois cursos de gravura, têxteis e serigrafia na Fundação Ricardo Espírito Santo e no Institut National D´Education Populaire de Paris.   A formação plástica inicial aliada ao trabalho de investigação no campo das raízes culturais, das matrizes étnicas e dos têxteis africanos, que intensificou sobretudo a partir de 2003, proporcionaram uma releitura sobre a sua própria cultura, que transpõe para uma obra contemporânea e muito singular.   Da exposição “Na feliz miscigenação das coisas” emana esse olhar pessoal e sincrético sobre o sentido estético e o profundo significado humano que recolhe da ancestralidade dos objectos e que transforma por via da experimentação e reinvenção técnica dos processos criativos ancorados nas construções realizadas por gente anónima não apenas de África mas igualmente de outros horizontes geográficos.   Sobre a autora escreveram, entre outras personalidades, Maria Barroso e o grande mestre da pintura moçambicana,  Malangatana, que dela disse: “Manuela Jardim preenche um espaço cultural numa dinâmica mais veloz que o tempo que temos (…) retracta para o mundo esse seu interior como cumpridora duma missão. Caminha, encaminhando outros para o saber sobre o mundo, que não seja só através daquilo que a natureza nos deu. Alimenta-nos daquilo que lhe vai na alma e engravida o espaço para colhermos os frutos que nos enriquece. Estarmos perante a sua obra é bebermos uma sabedoria que acrescenta o nosso conhecer.” Patente até 9 de Julho.  Curadoria: Carlos Cabral Nunes.

 MJ-b
 
FREEDOM HOUSE - MÁRIO CESARINY Until April 9 | Hours & Admission: Monday to Saturday - 2:00 p.m.-8:00 p.m. | Getting here: map
Click here to view: Catalog | Displayed Artworks | High-resolution images
 

 EN | Freedom House - Mário Cesariny presents on May 24 a solo exhibition of Manuela Jardim "In the happy miscegenation of things". The show features a prime selection of works of the author, with painting, sculpture and installation inspired by the diversity and lush plasticity of the ancient Cape Verdean and Guinean textiles, a theme that was the target of several years of an intensive research process by the author.   Born in Guinea, degree in sculpture from the University of Fine Arts in Lisbon in 1975, Manuela Jardim attended engraving, textile and screen printing courses on The Espírito Santo Silva Foundation and the Institut National D'Education Populaire in Paris.   Her initial artistic training combined with work research in the field of cultural roots, ethnic matrices, and ancient African textiles, which she intensified especially since 2003, provided a reinterpretation of her own culture, which Manuela transposes into a contemporary and unique artistic work.    The exhibition "In the happy miscegenation of things" emanates a personal and syncretic look of the aesthetic sense and the deep human meaning that she collects from the ancestry of objects and that she transforms through experimentation and technique reinvention of the creative processes anchored in constructions made by anonymous people not only from Africa but also from other geographical horizons.   About the author wrote, among other personalities, Maria Barroso and the great master of Mozambican painting, Malangatana, which said: "Manuela Jardim fills a cultural space in a faster dynamics that time we have (...) portrays to the world her interior as dutiful to a mission. Walks, directing others to a knowledge about the world, that would be not only through the one that nature has given us. Feeds us what it is in the soul and impregnates the space so we can reap the fruits that enrich us. Being in front of his work is like drink a wisdom that adds our meeting. The exhibition will be open until July 9. Curator: Carlos Cabral Nunes.

The Sound of Creation by Beezy Bailey and Brian Eno | 15.3 > 28.5.2016

bbEno banner-1A2

PERVE GALERIA | Localização: mapa | HORÁRIO: 2ª feira a Sábado, das 14h às 20h 

PT |A 15 de Março, dia exacto em que se cumpriu o 16º aniversário da instalação do Colectivo Multimédia Perve em Alfama, inaugurou na Perve Galeria a exposição “O Som da Criação. Pinturas sonoras por Beezy Bailey e Brian Eno". A mostra, criada inicialmente para ser apresentada no Conservatório de Música de Veneza, onde esteve patente durante a última edição da Bienal de Veneza, é agora reorganizada para apresentação em Portugal, prestando tributo a uma das personalidades artísticas internacionais mais relevantes, David Bowie, que, para além da forte relação de amizade que manteve com os dois autores desta exposição, com eles desenvolveu prolífica e intensa colaboração quer a nível plástico, quer a nível musical.“O Som da Criação” resulta assim da colaboração criativa entre o artista sul-africano Beezy Bailey e o reputado compositor, musicólogo e artista visual, Brian Eno, apresentando um conjunto alargado de pinturas acompanhadas por músicas compostas especifícamente para essas obras pelos dois autores.Nesta produção, os três curadores, Carlos Cabral Nunes, Francesca Giubilei e Luca Berta, juntamente com os artistas, propõem uma incursão pela arte, motiva na assimilação e introspecção reflexiva sobre o quotidiano perene de vivências crepusculares, emotivas, inolvidáveis. No espaço da galeria, a exposição progride de forma vertical, com as obras a serem exibidas ao longo do percurso que a arquitectura da galeria proporciona.Como resultado, o visitante é guiado numa incursão física, emocional e convidado a submergir numa experiência criativa proporcionada pela confluência narrativa e sensorial dos dois artistas, consubstanciada, no caso, em 40 pinturas que apresentadas, em determinadas obras, com peças musicais criadas especificamente para que a pintura seja também audível. Pinturas sonoras, afinal, num misto de exaltação e força superlativa. Patente até 28 de Maio.

 
bbEno banner-B2
 
PERVE GALLERY | Until May 28 | Hours & Admission: Monday to Saturday - 2:00 p.m.-8:00 p.m. |Getting here: map

EN | On March 15, in the exact day of the 16th anniversary of the installation of Collective Multimedia Perve in Alfama, opens the exhibition “The Sound of Creation” by Beezy Bailey and Brian Eno. The show, held by Perve Gallery, was created originally to be presented at the Music Conservatory of Venice and was showed there during the last edition of Venice Biennale. It is now specifically reorganized to its presentation in Portugal to pay Tribute to David Bowie and to his less known field of expression, the visual arts. “The Sound of Creation” results from the creative collaboration between the amazing South African artist Beezy Bailey and Brian Eno, the well known music composer and artist. It features a wide range of works of art in painting, accompanied by specific and original music sound tracks. Through this production, three curators, Carlos Cabral Nunes, Luca Berta and Francesca Giubilei, along with the two artists, proposes a reflection about art, visual assimilation and interaction with senses of sight and hearing. In the gallery space, the exhibition grows vertically, with the artworks being displayed along the labyrinthine path provided by the architectural structure of the building. As result, the visitor is guided into a physical and emotional journey and dives’ in a very peculiar creative experience within the confluence of these two artists. More than 40 paintings merging with the musical pieces, makes a unique visual art body. The exhibition summons the renewed look on the act of enjoying music and seeing art. Here, music, art and the architectural space of the gallery combine to create an existential experience where music is not to be heard only with the ears and painting should not be appreciate only with the eyes. The first becomes visible and the second poetically audible.

Apoios-bb2

Edição em destaque no Centenário da morte de Mário de Sá-Carneiro

EuProprio-Centenario 
EU-PRÓPRIO OS OUTROS | EM DESTAQUE NO CENTENÁRIO DA MORTE DO ESCRITOR MÁRIO DE SÁ-CARNEIRO
 
Visite a Exposição “O Som da Criação”  e  conheça "Eu-próprios o outros" - uma magnífica edição artística realizada a partir da obra do escritor Mário de Sá-Carneiro, lançada em 2011 na inauguração de exposição homónima e que se mostra agora por ocasião do centenário da morte deste importante poeta, contista e ficcionista português. Até 7 de Maio a edição é disponibilizada na galeria e adicionalmente poderão ser vistas no acervo da Perve Galeria as obras de Alfredo Luz, Cruzeiro Seixas e Mário Botas que em 2011 integraram a exposição. Eu-próprio os Outros é um  Livro-objecto artístico com 59 páginas, com reprodução de trabalhos inéditos de Mário Botas e de trabalhos de Alfredo Luz realizados sobre desenhos de Mário Botas (15 em serigrafia), acompanhados da novela poética de Mário de Sá-Carneiro “Eu-próprio o outro”. Inclui ainda uma serigrafia de Cadavre-exquis realizado por Alfredo Luz com Cruzeiro Seixas. A edição é limitada a apenas 150 exemplares numerados e assinados pelos autores e pela Fundação Mário Botas em representação deste e encontra-se acondicionada em estojo de luxo* (dimensões: 36cm x 26cm). Para informações adicionais sobre esta oferta, contacte-nos: 218822607 | 919947598 |  This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. .
Clique AQUI para ver imagens com mais detalhe. *Nota | Oferta do estojo é condicionada à aquisição conjunta dos 5 livros-objecto artístico que compõem a coleção dedicada ao surrealismo, editada pela Perve Galeria.
 

Informações e Sugestões

Acervo recomendacao
 
A Perve Galeria dispõe de um vasto acervo de obras de arte que tem vindo a renovar-se e a crescer na representação de autores nacionais e internacionais. 

Convidamo-lo a visitar através do nosso Website as diferentes secções temáticas que o integram [Consulte os links abaixo para ver as secções correspondentes]: 

Para informações referentes a obras em acervo e biografias de autores, contacte para: 218822607 | 919947598 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Para aceder a preços bastará remeter-nos o código de referência da obra em causa e após a receção do seu e-mail entraremos em contacto.

Trabalhamos com transportadoras credenciadas que asseguram a entrega de obras em qualquer país com o máximo profissionalismo.